Voltar para o início

Influenciadores não são espaço publicitário

Na hora de fazer uma campanha publicitária, o profissional de mídia de uma agência de publicidade é o responsável por definir em quais canais a mensagem será transmitida.

Ok, é hora de escolher então: aquele programa de TV que tem um bom público, aquela revista que tem tal tiragem, anúncios do Google que serão veiculados em tais portais e, enfim, os influenciadores com determinado número de seguidores.

Ué… Influenciadores? Será mesmo que eles entram nessa lista de espaços publicitários tradicionais? Nós achamos que não. Nesse post, vamos mostrar por que você não deve confundir influenciadores com publicidade. Vamos às razões pra isso:

Influenciadores são pessoas

Parece óbvio, mas esse é o principal motivo, que deve ser sempre lembrado. Pessoas gostam de criar, de participar e de ver seu trabalho sendo valorizado —bem diferente do que seria com um programa de rádio ou TV.

Por isso, a relação com influenciadores deve fugir da frieza que está presente na compra de um espaço de mídia tradicional. O relacionamento precisa de confiança, desde a negociação da parceria até a mensuração dos resultados de uma campanha, com uma troca de contatos saudável e respeitosa.

Aliás, na negociação, eles também não devem ser tratados como mídia tradicional. Em uma tabela de preços de jornal ou TV, por exemplo, os descontos chegam a até 90%. Embora dê pra negociar descontos com influenciadores, pedir valores muito baixos pode demonstrar que você não valoriza o trabalho deles, e isso pode prejudicar o relacionamento.

O conteúdo não é mais seu

Já que influenciadores são pessoas, não é possível tratá-los como um espaço publicitário, embora eles possam fazer parte de uma campanha de publicidade. Uma grande diferença que mostra isso é em relação ao conteúdo.

Ao veicular um anúncio em qualquer espaço de mídia, você tem total controle sobre a mensagem transmitida. Você é responsável pelo planejamento, criação e execução do conteúdo. Porém, com os influenciadores, é bem diferente — afinal, eles são pessoas.

É por isso que já publicamos um post sobre co-criação: ao criar uma campanha com produtores de conteúdo, deixe-os criar conforme os seus formatos e sua linguagem, enquanto você participa apenas dando suporte e as informações necessárias. Isso torna as publicações verdadeiras e originais, justamente o que o público deseja.

A autenticidade é mais importante

Um anúncio publicitário é apenas a marca falando bem de si mesma. Mas sabia que os consumidores acreditam muito mais em pessoas do que em marcas? Então, vamos lembrar novamente: influenciadores são pessoas.

Por isso, diferentemente de um espaço publicitário, eles produzem conteúdo autêntico (por isso eles precisam de liberdade no processo criativo). Ou seja, eles publicam na internet sobre o que gostam, com a sua linguagem original, pra pessoas que gostam de ouvir o que eles têm a dizer.

Pra esse público, os anúncios perderam credibilidade. Já os influenciadores têm sua total confiança e conseguem influenciar no seu comportamento de compra — o que a publicidade tradicional já não consegue mais, especialmente com as gerações mais novas.

Influenciadores não interrompem

Anúncios de publicidade são chatos. Eles interrompem o programa de TV, aparecem bem na hora que você quer ver o vídeo no YouTube e atrapalham a leitura da revista. É por isso que tanta gente ignora a publicidade ou instala bloqueadores de anúncios no seu navegador.

Hoje as pessoas podem escolher o que querem consumir. E os influenciadores estão nesse contexto. Você só assina um canal no YouTube ou segue um perfil no Instagram porque gosta do conteúdo deles, e não porque é obrigado a isso.

Mais um motivo pra você perceber que influenciadores não são um espaço publicitário: eles têm uma audiência fiel e interessada, que valoriza os seus conteúdos, diferentemente de um anúncio tradicional, que pode ser ignorado e ainda prejudicar a imagem da sua marca.

Percebeu como uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? Fazer publicidade é uma estratégia importante no marketing da sua empresa, e você pode incluir influenciadores nas campanhas. Mas eles não devem ser tratados como os demais espaços publicitários.

Aproveite agora pra entender melhor sobre marketing de influência no nosso post sobre o poder dos influenciadores na decisão de compra.